Unidade obtém progresso em comparação ao mesmo período de 2015

A Localfrio Suape registrou, no primeiro bimestre de 2016, um crescimento de 20% no faturamento em relação ao mesmo período do ano passado. A unidade, situada no litoral pernambucano, é composta por dois terminais, um alfandegado e um armazém de carga geral, e uma transportadora.

Diante do cenário difícil, de retração – o PIB nacional é estimado em mais de 3% de queda – as operações pontuais (spots) com clientes ativos e novas contas foram as principais responsáveis pelo aumento registrado. O grande destaque é a unidade de Transportes, que com os fretes adicionais dobrou seu faturamento no período. Isto é resultado dos investimentos em nova frota, melhorias nos sistemas operacionais, bem como engajamento do departamento comercial na busca por mercados em potencial, como o de operações de cargas indivisíveis.

O superintendente da Localfrio Suape, Ricardo Oshiro, exalta as melhorias em infraestrutura realizadas pela Localfrio. “O crescimento e a maturidade do nosso capital humano, proporcionando uma maior integração entre as áreas, além dos processos de melhorias implantados pela gestão operacional, continuamente, contribuem para que o cliente confie cada vez mais em nosso trabalho”, comenta.

Para Oshiro, o desenvolvimento da Região Nordeste também contribuiu para o bom faturamento neste primeiro bimestre. “O crescimento da indústria eólica e o aumento da cabotagem na região contribuíram para os fechamentos de novos negócios”, explica.

Outro ponto importante é a situação cambial, desfavorável para as importações, mas que vem favorecendo muito a exportação de produtos brasileiros. “Fechamos grandes operações voltadas ao mercado externo. O manuseio e armazenagem de 51 pás eólicas, destinadas aos Estados Unidos, é um exemplo deste tipo de trabalho”, comenta Oshiro.