Por meio do PRONON, Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica, incentivamos o Projeto “O efeito do transplante de medula autólogo associado ao uso do Thiotepa como tratamento aos tumores de sistema nervoso central e retinoblastoma extra-ocular sem uso de radioterapia em pacientes menores de 5 anos”, realizado pelo GRAAC

(Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer). O estudo, que contará com 50 pacientes e será realizado entre março de 2015 e março de 2018 pelo Instituto de Oncologia Pediátrica – IOP/GRAAC – UNIFESP, visa aumentar a sobrevida das crianças com estes tipos de tumores.
Sobre o GRAACC

Referência no diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa do câncer infanto-juvenil na América Latina, principalmente em casos de alta complexidade, e uma das mais respeitadas e bem sucedidas instituições filantrópicas do País, o GRAACC – Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, criado em 1991, tem a missão de garantir a crianças e adolescentes com câncer todas as chances de cura com qualidade de vida. A organização é reconhecida pelos expressivos resultados obtidos na cura do câncer infantil, alcançando índices de cerca de 70%. O GRAACC tem um hospital próprio e realiza anualmente mais de 26 mil consultas, 1,6 mil cirurgias e 11 mil sessões de quimioterapia, 3 mil sessões de radioterapia e 37 transplantes de medula óssea. Com um orçamento de R$ 83 milhões, atende em média 3 mil crianças e adolescentes por ano.